sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A Damasco

Vejo Jesus:
Bebê, menino, jovem, moço
Jovial ou sofredor
Sempre bom e sinto amor.

Vejo Krsna:
Em mil formas, sem igual.
De beleza enigmática.
Sempre meigo e sinto calma.

Sei que existem porque os vejo.
Vejo-os com os olhos
Sinto-os com o coração
A humana imperfeição
Bloqueia o coração.

Temos de ver
Temos de tocar
Temos de degustar
Temos de ouvir
Temos de cheirar
Temos de conhecer, para poder amar.

Sei que é proibido, até, perguntar: (podem me matar)

Onde encontro o clemente, o misericordioso Alá?

Nenhum comentário:

Postar um comentário